quarta-feira, 31 de março de 2010

Sobre a formação da Terra

O modelo aceito atualmente para a origem do nosso planeta é baseado na ideia de origem por agregação. De acordo com essa ideia a Terra se formou pela agregação de poeira cósmica, conforme aumentava, essa massa atraía por gravitação mais partículas que colidiam contra ela. A força dessas colisões dissipava calor, fundindo o material. O aumento da força gravitacional possibilitou também a retenção de gases que formaram a atmosfera primitiva. A Terra entrou em um processo de resfriamento gradativo, essa alteração originou uma estreita camada de rocha em todo o planeta. Com as mudanças ocorridas em sua temperatura, foi expelida do interior da Terra uma imensa quantidade de gases e vapor de água. Esse processo fez com que os gases formassem a atmosfera e o vapor de água favoreceu o surgimento das primeiras precipitações, um longo tempo de chuva ocasionou a formação dos oceanos. O que foi fundamental para o surgimento da vida
Pangéia aos continentes atuais
Com o progressivo resfriamento houve o acúmulo de água. Parte da superfície sólida ficou submersa e parte emersa. As terras altas, que ficaram emersas formaram o grande continente chamado Pangéia e a água acumulada formou o oceano primitivo Pantalassa. Entretanto, apesar do resfriamente superficial, as camadas interiores permaneram quentes. O núcelo da Terra, transferia calor para a camada acima dele - o manto. O manto por possuir material viscoso, se movimentava em direção à crosta onde se resfria e retorna para perto do núcleo ou ainda é expelido. Esse movimento forma as chamadas correntes de convecção, que foram e ainda são resposáveis pela movimentação da crosta terrestre e por sua divisão em diversas partes chamadas de placas tectônicas. O estudo desse fato deu origem à teoria da Deriva Continetal, pois os continentes seriam como barcos à deriva no "mar" formado pelo manto. Ao longo do tempo geológico o grande continente foi de dividindo até formar os continetentes atuais. Lembrando que estamos falando da divisão física, ou seja, continentes como porções de terras emersas. A divisão de blocos únicos atual é devido a aspectos históricos e culturais, que são eventos bem mais que recentes se comparados ao tempo geológico que rege a história da Terra com seus quase 4,6 bilhões de anos.
Abaixo um video exibido no Fantástico que facilita a visualização desses eventos:


video

Para baixar o vídeo clique aqui [Formato FLV/ Tamanho: 13 Mb]