sexta-feira, 30 de abril de 2010

UERJ - 1º Exame de Qualificação 2010.

Bom, como já vai começar a maratona de vestibulares aqui no Rio, a começar pelo estadual. Resolvi postar em duas partes as questões de Ciências Humanas com suas respostas comentadas. A 1ª fase da UERJ tem como perfil a exigência de interpretar gráficos, contextualizar dados e associar informaçãoes. As questões devem ser lidas com bastante cuidado e em geral apresentam indícios da resposta correta.
Para visualizar a questão em tamanho maior basta clicar na figura, ao final da postagem existem 3 arquivos para download: a parte da prova (.pdf), os comentários (.doc) e o gabarito oficial (.pdf).
Um abraço e bons estudos!



O gráfico mostra uma mudança da estrutura etária da população brasileira, mudança ainda em curso já que o gráfico abrange um período que vai de 1980 até 2020. O que podemos afirmar com base no gráfico é que desde a década de 1980 vem ocorrendo uma redução da população infantil de 0-14 anos e aumento da população de idosos acima dos 60 anos, com sensível aumento no ritmo de crescimento a partir de 2000 (já que a partir deste ano a linha azul está mais inclinada). Agora sim vamos à questão. A banca pergunta em qual dos segmentos apresentados nas opções haverá uma redução na demanda por investimento, ou seja, a diminuição da necessidade de investimento por parte do governo diante do crescimento da população idosa e redução da população infantil. A resposta correta é apresentada na opção C, pois com a redução da população infantil a necessidade de investimento na rede de escolas de ensino fundamental tende a diminuir. Uma questão que exige apenas interpretação e bom senso do candidato.




O pequeno texto que introduz a questão fala sobre uma reunião do G-20, grupo dos mais ricos e emergentes, cuja pauta fora o sistema financeiro. Esse pequeno de certa forma já dá uma dica da resposta da questão. A banca pede que o candidato marque a opção que apresenta a característica mais marcante da nova geopolítica que emergiu após a após o esgotamento de um arranjo geopolítico que ocorreu na passagem da década de 1980 para a de 1990. O candidato bem preparado saberá que no período citado houve a culminância do fim da bipolaridade cuja representação máxima foi a queda do muro de Berlim e com isso a bipolaridade de outrora deu lugar a multipolaridade dentro de um sistema único. Portanto a resposta correta é apresentada na opção B. A questão exige do candidato conhecimento da passagem do mundo para a chamada nova ordem, termo criado para definir o cenário pós Guerra Fria, é uma questão fácil já que esse é um assunto bem batido em sala de aula.




A questão aborda os movimentos de contestação da década de 60, especificamente o movimento feminista que passou a ter maior influência a partir desse período principalmente em função da criação da pílula anticoncepcional e da libertação sexual feminina. A questão apresenta uma campanha publicitária de um produto de limpeza onde as mulheres aparecem com quepes, em um deles pode se ler “Guerrilheira odd”. Em seguida a banca pergunta “uma das transformações ocasionadas por esses movimentos de contestação, claramente explorada na publicidade”. A resposta é logicamente a letra A, pois o movimento de contestação utilizado para o anúncio é o movimento que se manifesta pela libertação feminina,note o cartaz que diz “Chega de opressão!”, ou seja, a campanha se apropria da politização das questões de gênero. Uma questão extremamente fácil, que exige pouco do candidato, pois a simples “leitura” da imagem permite respondê-la. Cabe ressaltar que a questão de gênero naquele período praticamente se resumia ao movimento das mulheres e que se fosse no contexto atual o termo “questão de gênero poderia ter relação com o movimento gay que passou a ter mais força em um período posterior.




A questão aborda o processo de formação de Estados da África contemporânea, especificamente o conflito entre hutus e tutsis em Ruanda. Os fragmentos de texto utilizados não adiantam ao candidato, que deve ter em mente aspectos básicos da formação de um Estado nacional. Pois bem, a banca quer que o candidato indique qual alternativa apresenta a resolução dessas contradições. Como vimos o conflito se deu pela disputa entre duas etnias, que forma melhor de atenuar divergências entre grupos opostos que reforçar o que eles tem em comum? Logo o primeiro passo é reforçar a identidade nacional. A seguir rever a herança colonial de forma a distribuir o poder sem que haja afirmação de uma etnia em detrimento da outra. A opção correta é apresentada na letra D. A questão exige um pouco mais do candidato, já que a África de forma geral é pouco trabalhada em sala de aula, depende muito do perfil do professor, e a questão ainda pode ser analisada pelo viés da formação dos Estados nacionais e dos conflitos étnicos.




A questão traz um trecho do excelente “A colonialidade do saber”, onde se faz uma reflexão a respeito da origem dos fluxos da informação, pois aborda o fato de os domínios nos EUA não possuírem referencial como nos outros países, como se este fosse o mundo e não um lugar específico. A banca pergunta: segunda o autor as redes estão marcadas por: e a resposta é Etnocentrismo, puro e simples. Assim como o Etnocentrismo europeu pôs o “velho mundo” no centro do mundo, o etnocentrismo pós-moderno pôs os EUA no centro da rede. O gabarito é, portanto letra D. A questão tem está um nível acima das demais e exige do candidato um grau de reflexão maior, entretanto uma análise cuidadosa do texto permite chegar à resposta.




A questão traz um gráfico com o desempenho brasileiro na exportação de alguns gêneros no período que compreende as décadas de 1960-1990. É o tipo de questão em que o candidato terá que analisar todas as alternativas e encontrar a opção correta por meio da eliminação das opções incorretas. A banca pede que o candidato relacione recorte temporal, tipo de produto e contexto histórico. A opção A afirma que houve decréscimo da exportação de café pela retração da fronteira agrícola de 1964-1974, o que está errado, nesse período não houve retração e sim expansão da fronteira agrícola com a soja indo do Sul para o Centro-Oeste a partir da década de 1960. A opção B não apresenta erros, o decréscimo da exportação de produtos industrializados nesse período se deu em função das crises do petróleo geradas por conflitos no Oriente Médio que abalaram a economia mundial, em 1973 houve a Guerra do Yon Kipur que iniciou uma sequência de conflitos. A opção C fala em substituição de importações na década de 1980 o que está errado e a opção D em estabilidade monetária num período turbulento para o país onde a inflação assombrava os brasileiros e houve seguidos planos monetários. Portanto o gabarito da questão é a letra B. A questão exige do candidato a contextualização de dados o que é bem difícil para candidatos que decoram fatos e dados de forma isolada sem estabelecer relações entre os mesmos.




A questão vem trazendo um gráfico confuso que mostra a mudança provocada no setor financeiro brasileiro com a fusão entre Itaú e Unibanco. E a banca pergunta ao candidato o que isso significa para o atual momento do capitalismo. A leitura do gráfico mostra que os bancos estão num movimento de concentração nos extremos da barra que representa o capital de cada um deles, de forma que um grupo passa ao controle do mercado, minando a chamada livre concorrência. A resposta correta está na opção B. Mais uma questão que exige leitura e interpretação de um gráfico.




A independência brasileira teve a peculiaridade de ter sido proclamada por quem já estava no poder, mesmo que sob influência de alguma mobilização popular, foi um movimento essencialmente da elite que queria se desvincular da metrópole. A imagem da independência produzida pelo quadro (o fato enfatizado na questão de que tal tela foi produzida num momento de crise do Estado Imperial é de suma importância para o candidato) ressalta o heroísmo de D. Pedro I ao proclamar a independência. A opção correta é, portanto a opção B.




As concepções em relação à Amazônia mudaram muito em poucas décadas, nos governos militares a área era vista como uma região problema, muitos foram o projetos de colonização da área, além da construção da incompleta Transamazônica e da mais recente Zona Franca de Manaus. A diferença básica entre o período dos governos militares e as concepções atuais se dá em relação a função da floresta. Antes vista como mato a ser removido para dar passagem ao progresso, com o passar do tempo e com os estudos ambientais se constatou que a Amazônia é um importante recurso, que inclusive vem sendo alvo de saques por meio da biopirataria. A banca pede as concepções em relação à Amazônia apresentadas nos textos produzidos pelos governos da década de 1970 e atual. A resposta é apresentada da opção B. Antes região problema, atualmente se busca planejar o uso sustentável da floresta.

Arquivos: Prova (.pdf), Comentários (.doc) e Gabarito Oficial (.pdf)

Atualização:
Para ver a 2ª parte das questões comentadas, postada em 09/05/10, clique aqui.

Nenhum comentário: