segunda-feira, 30 de agosto de 2010

A formação dos continentes

Animação que explica a "Teoria da Deriva dos Continentes", e mostra os locais onde mais ocorrem terremotos, vulcões: nas bordas das placas onde há separação e choque das placas tectônicas produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) disponível no site do Portal do Professor do MEC. Para ver num tamanho maior é só fazer o download no link ao fim da postagem.
Até a próxima!


domingo, 29 de agosto de 2010

Audioteca Sal e Luz - Pensando nos que não veem


Recebi essa colaboração por e-mail do Coordenados Pedagógico da escola em que trabalho e estou fazendo a minha parte divulgando, afinal de contas são muitos os professores que trabalham com alunos deficientes e tem dificuldade no acesso a materias adequados à inclusão desses alunos durante as aulas mas poucas as iniciativas bacanas como essa.
A Audioteca Sal e Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que produz e empresta livros falados (audiolivros) de forma totalmente gratuita.
Seu acervo conta com mais de 2.700 títulos que vão desde literatura em geral, passando por textos religiosos até textos e provas corrigidas voltadas para concursos públicos em geral. São emprestados sob a forma de fita K7, CD ou MP3.
Para maiores informações:

Audioteca Sal e Luz. Rua Primeiro de Março, 125- 7º Andar. Centro - RJ. CEP 20010-000
Fone: (21) 2233-8007
Horário de atendimento: 08:00 às 16:00 horas
http://audioteca.org.br/

Faça a sua parte e divulgue também!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Dicionário de Meio Ambiente

Nessa postagem uma publicação do IBGE com vários verbetes ralacionados ao meio ambiente e aos recursos naturais, o Vocabulário Básico de Recursos Naturais e Meio Ambiente em sua 2ª edição de 2004 é bastante prático para consulta não só de alunos como professores também, por ser um arquivo digital (no caso na extensão .pdf) para localizar qualquer verbete basta usar o atalho "CTRL + F", digitar a palavra no campo em destaque e teclar em ENTER.
Para baixar os arquivo basta clicar na figura abaixo.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Ciclo da água

Ciclo hidrológico resulta da interação dos processos de precipitação, infiltração, infiltração e transpiração, os quais, em conjunto, permitem que a água circule entre a litosfera, atmosfera, e biosfera passando pelos estados líquido, sólido e gasoso e mantendo-se relativamente constante ao longo do tempo. O ciclo hidrológico parte de uma idéia de círculo, fechado e contínuo, em que a água se renova a cada volta completa.
Quando aquecida por uma fonte de calor, geralmente o Sol, a água passa do estado líquido para o gasoso, transformando-se em vapor (Evaporação). Mais leve que o ar, o vapor d’água eleva-se até atingir camadas mais altas e frias da atmosfera, onde é condensado em gotículas de água que formam nuvens. Com a movimentação de gotículas de água que acabam por colidir se unindo, há a formação de gotas, que pelo peso vencem a resistência do ar se precipitando, o que pode ser na forma de chuva, granizo ou neve.
Após a precipitação a água pode evaporar imediatamente após atingir a superfície, infiltrar-se no solo ou escoar em superfície até um córrego, rio ou riacho.
A água infiltrada no solo acumula-se nos espaços vazios entre as rochas e nos poros presentes no solo, dando origem a reservatórios subterrâneos chamados de lençóis freáticos. A água se movimenta podendo aflorar em determinados locais da superfície dando origem a fontes de nascentes, ser absorvida pelas raízes das plantas ou extraída por meio de poços construídos pelo homem. Em geral a água que forma os rios se direciona ao mar como destino final.

Em resumo... Seria mais ou menos isso aqui...
(a animação foi extraída do site Arco-Íris.net)


segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Diploma pela prática

A partir desta segunda-feira (16), trabalhadores poderão obter certificado de conhecimentos adquiridos ao longo de suas carreiras, sem que tenham necessariamente recebido educação formal. Os interessados podem se inscrever no Programa Certific, dos ministérios da Educação e do Trabalho e Emprego. As inscrições vão até 10 de setembro.
Inicialmente, serão reconhecidos profissionais das áreas de música, pesca e aquicultura, turismo e hospitalidade, construção civil e eletroeletrônica. Tanto as inscrições quanto a própria certificação e emissão de diplomas é gratuita.
Os interessados devem procurar o instituto federal de educação, ciência e tecnologia mais próximo. São 37 campi de institutos federais, em 13 estados mais o Distrito Federal, que oferecerão o Certific neste semestre.
O trabalhador será avaliado por uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, pedagogo e especialistas da área. Depois da entrevista, há duas possibilidades. Se for constatada a excelência do trabalhador, ele recebe um certificado do instituto federal comprovando sua qualificação. Caso sejam constatadas falhas técnicas, o próprio instituto federal se encarrega de oferecer a formação ao trabalhador.
Se for constatado déficit escolar, o trabalhador é encaminhado para uma escola de educação básica, para posteriormente receber o certificado.
Fonte: Bom Dia Brasil

O que vocês acham disso? Banalização da educação formal? Valorização justa pelo mérito da prática?

Eu acredito que esse mecanismo possa ser utilizado num futuro não muito distante para regularizar a situação de milhares de docentes no Brasil sem a qualificação exigida. Será? Será que nós que estudamos 4 anos em busca da licenciatura veremos nosso esforço ir pelo ralo com a regularização de arquitetos dando aula de matemática ou engenheiros de química sem que tenham a formação pedagógica exigida que são disciplinas obrigatórias nos cursos de licenciatura? Mais um golpe enquanto agoniza a educação brasileira...

sábado, 14 de agosto de 2010

Estações do ano

Essa semana comecei a falar de climas no mundo, partindo da atmosfera e da forma de incidência solar diferenciada na Terra por sua forma cheguei a ocorrência das estações do ano em função de seu eixo de inclinação. Garimpando na rede achei essa animação bem legal no Portal do Professor do MEC, um infográgico e uma imagem que mostra a área com maior incidência solar ao longo do ano. Próximo passo: tipos climáticos no mundo.
Eu dei um jeito de salvar a animação no meu acervo e hospedei no megaupload um zip com os arquivos mencionados acima. Para quem quiser baixar também, ela está em flash e geralmente qualquer navegador abre sem problemas.
Um abraço a todos!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Roma Antiga recriada

Eu sou da teoria que recursos visuais são um grande atrativo às aulas e em geral as grandes redes como BBC e canais como Discovery e NatGeo reinavam como fontes, quase únicas, de imagens incríveis. Com o tempo a rede veio tomando seu espaço e o Google a dianteira desse processo.

A Google recriou a cidade de Roma de 320 a.C. e disponibilizou no Google Earth. Para visitá-la, tem que ter o Google Earth instalado, basta selecionar “Roma Antiga em 3D” na camada Galeria. Para vocês terem noção isso já é bem velhinho para os padrões da rede, a recriação é de 2008 (veja detalhes aqui).

Para visitar a página Roma Antiga do Google Earth clique aqui.

Abaixo um video para demonstração desse belíssimo trabalho:


terça-feira, 10 de agosto de 2010

Preconceito em sala de aula

Muitas vezes nas escolas nos deparamos com alunos, ou mesmo professores, extremamente preconceituosos, sendo o preconceito alimento para medidas diferenciadas no trato com outras pessoas podendo inclusive "evoluir" para agressões físicas.
Na comunidade afroamericana, por exemplo, se fala em "imposto negro", ou seja, a noção de que um sujeito negro terá que comprovar sua qualificação no trabalho se mostrando mais empenhado, mais esforçado e atento que um trabalhador branco, pois a estrutura social se fortalece na liderança do elemento branco. Nos EUA isso tem um peso enorme, o preconceito, a autossegregação e o fortalecimento de grupos negros ou latinos são muito comuns com a quase oficialização de espaços desses grupos como os barrios.
Aqui no Brasil vivemos sob a falácia da igualdade das raças, mesmo sendo crime inafiançável, o racismo (velado) está arraigado em nossa estrutura social. Em nosso país tem força também a discriminação contra a mulher, homossexuais, nordestinos, indígenas, deficientes e outros grupos chamados de "minorias". Até hoje não consegui me convencer de que a população negra é tão minoria assim no Brasil, mas enfim... O que se faz no Brasil é criminalizar alguns preconceitos e formas de discriminação (vide: leis pela liberdade religiosa, antirracismo, Lei Maria da Penha...) transformando-os em temas proibidos, o homem é punido pela Lei porque agrediu uma mulher mas o tipo de educação que perpetua esse tipo de trato com a mulher não é atacado, o preconceito em relação à mulher como subserviente e submissa às ordens do homem macho dominador permanecem.
E por que não se discute o preconceito?
O preconceito está em toda parte: nas políticas públicas, nos serviços prestados a população, nos ônibus, nas praças... e nas escolas. Muito tem se falado no bullyng mas esqueceram que muitos desses preconceitos podem ser argumentos para um agressor "justificar" seus atos. E nós professores muitas vezes espremidos em nossos tempos de aula e conteúdos programáticos a serem cumpridos, passamos por cima do espaço pedagógico como ambiente de formação moral do aluno e de debate e reflexão da vida em sociedade, ou dos trapos a que ela se resumiu.
Ao trabalhar o tema preconceito, deve se ter em mente que tal trabalho passa pelo exercício de se por no lugar do outro antes de dispensar tratamento diferenciado a este por conta de uma ideia a respeito dele que nem sempre é verdadeira, o preconceito como concepção prévia.
Por isso indico a todos os colegas que vejam o documentário "Olhos Azuis" exibido há um tempo na GNT, disponível no Youtube e em diversos sites para download (não ponho os links aqui para não ser repreendido pelo blogspot) e pode auxiliar no planejamento de uma atividade que aborde o assunto. O documentário traz a experiência de workshops realizados pela estadunidense Jane Elliott sobre racismo. Para ser exibido aos alunos acho um pouco massante, podendo ser mais útil utilizar os workshops como base para alguma atividade.
Aí abaixo vocês podem ver a primeira parte (de 12) que estão no Youtube, mas para quem tiver interesse em fazer o download basta buscar no Google as palavras: "olhos azuis" + documentário + download
Até a próxima.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Educação Ambiental para crianças

Este é um site português bem interessante com um link para jogos de memória, caça-palavras, entre outros cujos temas são: animais, plantas, reciclagem, poluição, energia e água. Com certeza vale o clique, uma vez o outra esbarramos com a escrita do português de Portugal, mas não é problema para entender o que os jogos pedem. Para visitar (e jogar) basta clicar na figura abaixo.


domingo, 1 de agosto de 2010

Domínios Morfoclimáticos Brasileiros

Nessa postagem um texto produzido por Denis Richter baseado na obra do grande Ab'Saber. O texto fala sobre os domínios brasileiros e foi extraído do site Algo Sobre, o arquivo está em pdf hospedado no megaupload. Para baixar é só clicar no mapa abaixo.
Até a próxima.